fbpx

Novo livro do Inventura dá um passo além, explora novos conceitos e pode ser trabalhado em casa

por | 07 / jul / 20 | Educação 4.0, Giro TE

Ondas eletromagnéticas, comunicação sem fio, temperatura, umidade, Design Thinking e ultrassom são algumas das novidades que os alunos vão explorar nessa segunda edição

Se no lançamento do Inventura 2019, os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental desbravaram  a cultura maker, o pensamento computacional, a aprendizagem por projetos, a resolução de problemas, a criatividade e a inovação, descobrindo as funcionalidades da placa micro:bit que acompanha a solução. Agora eles dão um passo adiante no aprendizado e vão ser apresentados aos componentes da placa para conhecerem novos conceitos e expandirem as possibilidades de programação e solução dos problemas propostos. 

O novo livro do Inventura abre um mundo de possibilidades e aprendizados mesmo a distância.

 

O livro “Explorador”, é a continuidade para os alunos que iniciaram no programa e agora estão no 6º do Ensino Fundamental. “Mas, sempre destacamos que cada instituição de ensino, município ou ainda estado, pode determinar quando cada livro pode ser aplicado de acordo com seu projeto em relação a programação e a cultura maker”, conta Helinton Luiz Vieira Marques, responsável pela solução da Tecnologia Educacional. 

Nosso compromisso é auxiliar as escolas no planejamento para que possa trilhar o melhor caminho na Educação 4.0

 

Os dois livros já possuem versões em Espanhol e Inglês e estão disponíveis em escolas públicas e particulares em todo o Brasil. “Também estamos com alguns projetos pilotos na América Latina. Queremos ir além porque acreditamos no potencial da solução desenvolvida aqui no Brasil para chegar a mercados como a Europa, Estados Unidos, África e Ásia”, explica.

 

Inventura Explorador

Com atividades interdisciplinares, a segunda edição do Inventura apresenta aos alunos problemas que exigem programações um pouco mais complexas do que a edição anterior. 

O lançamento consolida o caminho definido para a solução dando destaque para a metodologia da Educação 4.0, base de todo o projeto. 

 

Nós queremos despertar a capacidade inventiva que existe em cada aluno, desenvolvendo assim um indivíduo não somente capaz de perceber  o mundo a sua volta, mas também de atuar nele.

               

Para isso o livro traz outros componentes como os sensores que podem ser conectados à placa BBC micro:bit recebida no primeiro livro. “Nesta edição vamos explorar conceitos relativos ao som (ondas eletromagnéticas), comunicação sem fio, temperatura, umidade, Design Thinking, ultrassom, entre outros”, completa. 

Ao todo 24 atividades são trabalhadas durante um ano letivo, considerando uma aula semanal com o material. “Desta forma o professor tem assim 24 semanas de trabalho com a liberdade de se aprofundar em algum conceito que queira, se tiver mais tempo”, acrescenta.

 

OPÇÃO PARA O ENSINO A DISTÂNCIA

O Inventura foi desenvolvido para que cada aluno pudesse fazer suas próprias descobertas. Por isso, eles recebem de forma individual um livro, uma placa de micro:bit e os sensores. Desta forma, nada impede que ele continue seu aprendizado mesmo em casa, durante esse período de suspensão das aulas presenciais.

“Mais do que nunca essa possibilidade de ensino ganhou relevância sem precedentes. Primeiro, por permitir o uso remoto, pois cada aluno tem o seu material em casa, o que permite que ele faça a programação. A entrega dos trabalhos pode ser feita por meio de plataforma on-line que integra a solução, com acompanhamento pelo professor”, destaca. 

Helinton ainda reforça outra preocupação que o Inventura pode ajudar a solucionar: a retomada das aulas presenciais e o compartilhamento de materiais entre os alunos. “Como cada aluno possui seu livro evitamos essa troca, atendendo assim as condições sanitárias fundamentais para a volta a sala de aula”,  conta.

Aliás, a utilização para além da sala de aula, em casa, por exemplo, está inserida na metodologia do Inventura desde o princípio da sua concepção. “A seção ‘A Inventura de Inventar’, presente no final de cada atividade,  estimula os alunos a irem além e utilizarem também princípios de aula invertida, onde o aluno inicia descobertas sobre conceitos que serão trabalhados na próxima atividade”, explica.  

 

DESCUBRA COMO EXPLORAR O INVENTURA NO ENSINO REMOTO

 

O QUE VEM POR AÍ…

Sobre o terceiro livro, Helinton conta que ele já está em processo de criação. “Teremos tudo pronto para adoção já para início de 2021. Está sensacional! Imagine agora conectar as suas soluções elaboradas com o BBC micro:bit com o mundo e poder monitorar dados pela Internet? Conceitos como Internet da Coisas, Inteligência Artificial e análise de dados são algumas das propostas que serão amplamente trabalhadas”, finaliza.

Quer implantar a Educação 4.0 na sua escola mesmo a distância?

por | 07 / jul / 20 | Educação 4.0, Giro TE