fbpx

por | 18 / set / 20 | Aprimora, Giro TE

Mais de 26 mil estudantes utilizam a plataforma de ensino adaptativo para manter o aprendizado em Língua Portuguesa e Matemática remotamente

“Eu gosto muito do aplicativo Aprimora. Tem sido muito fácil fazer todas as atividades do segundo ano, cada dia eu aprendo mais”. Essa foi a declaração da aluna Ana Júlia Cardoso Ramos, do 2º ano, da EMEF Álvaro de Castro Mattos, quando perguntaram o que ela estava achando das aulas a distância com a plataforma do Aprimora

E não é só ela. Em Vitória, no Espírito Santo, todas as 52 unidades de ensino que atendem mais de 26 mil alunos do 1º ao 9º ano, incluindo a pequena Ana Júlia, estão, desde maio, estudando Língua Portuguesa e Matemática com o apoio do Aprimora.

Para sua mãe da aluna, Izabella Cardoso dos Passos, o aplicativo é inovador. “Ela pode acessar tanto no celular quanto no notebook e percebo que ela está aprendendo de verdade”, disse.

Assim como Isabela, a avaliação e o envolvimento da comunidade escolar tem sido bastante positivo de acordo com a Secretária Municipal de Educação de Vitória, Adriana Sperandio. “O feedback dos educadores e diretores escolares também destaca não só a aprovação do novo ambiente adaptativo virtual de aprendizagem, mas o grande envolvimento das famílias. De acordo com os profissionais, a participação tem sido efetiva no processo educacional complementar proposto para o âmbito domiciliar”, explica.

 

APRIMORA TEM AJUDADO AS ESCOLAS EM TEMPO DE AULAS A DISTÂNCIA

 

Adriana conta que os pais estão sempre muito atentos ao acesso dos filhos, e valorizando a plataforma como um ótimo recurso disponibilizado. “Os alunos que a acessaram demonstraram gostar das atividades, especialmente pelo modo como elas são apresentadas, em forma gamificada, coloridas, desafiadoras. Sentiram-se motivados!”, destaca.

 

APRIMORA TAMBÉM TEM APOIADO OS PROFESSORES

Por permitir que os professores acompanhem o desenvolvimento de cada aluno e identifiquem as necessidades de reforço, o Aprimora tem sido uma ferramenta essencial no ensino remoto. A professora Carla Azeredo explica que plataforma trouxe algo muito especial. “Nós sempre lutamos na educação para que todos aprendam juntos e o Aprimora nos trouxe isso: a possibilidade de nós, alunos e professores, mesmo longe, estarmos pertos, cada um criando sua trilha de aprendizado”, conta.

Já o professor de Língua Portuguesa, Alexandre Neiva de Araújo, destaca que o ponto alto do Aprimora é o formato que motiva a participação dos alunos na execução das tarefas. “Acho que esse modelo de trilha, de etapas, chama, desperta a atenção deles para execução das atividades. E, do outro lado da telinha, estamos nós, professores, que temos a oportunidade de acompanhar o rendimento de cada aluno”.

Alexandre explica que a cada semana ele agenda as tarefas de todas as turmas, o que facilita o trabalho.  “E tem a questão do ranking também. Eles disputam quem mais acerta e isso dá um gás, estimulando a participação. E no final quem é que não quer uma turma participativa, engajada, curiosa,? Esse é o grande desafio de todo professor nesse momento e o Aprimora ajuda”, completa.

Para Denise Nunes Pazito Alves, pedagoga da EMEF Álvaro de Castro Mattos, que atua na Secretaria Municipal como ponte orientando os educadores em relação ao Aprimora, o engajamento dos profissionais da educação tem sido incrível. “Eu noto um grande interesse desses profissionais. Sempre que há qualquer problema ou dificuldade eles nos procuram porque eles querem mesmo participar e utilizar a plataforma. Inclusive tivemos muitos pedidos de acesso de outras séries e áreas para conhecer a ferramenta. O pessoal da Educação de Jovens e Adultos, do infantil…eles ouviram os colegas falando tão bem que ficaram interessados”, disse.

 

“O Aprimora chegou num período crucial em que a pandemia nos pegou num momento de fragilidade e incertezas. Ela nos ajudou naquele momento e tem nos ajudado hoje.”

Denise Nunes Pazito Alves, pedagoga da EMEF Álvaro de Castro Mattos

 

OS DIFERENCIAIS DO APRIMORA PARA O MUNICÍPIO

Personalização dos estudos, gamificação, trilhas de aprendizado, diagnóstico, reforço, relatórios. Esses são alguns dos pontos-chaves destacado pelos profissionais da educação de Vitória nos benefícios do Aprimora para o ensino da Língua Portuguesa e da Matemática no município.

“O modo como a plataforma é, utilizando a gamificação atrai os estudantes e permite com que eles gostem de fazer as atividades. Com as metodologias ativas, ensino híbrido, nós podemos associar as aulas presenciais com outros recursos. Então, o Aprimora é uma plataforma educacional bem-vinda em qualquer época. Gostamos muito de ter conhecido e usado o Aprimora”, explica  Denise Nunes Pazito Alves.

 

ALUNO CRIA REPENTE SOBRE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS QUE ESTÃO APOIANDO ENSINO DURANTE ISOLAMENTO SOCIAL

 

Para a Secretária Municipal, o Aprimora promove o desenvolvimento das habilidades fundamentais da Língua Portuguesa e Matemática. Diante do contexto atual, onde estamos vivenciando e caminhando para a nova experiência do ensino híbrido, torna-se valiosa a oportunidade dos estudantes experimentarem o conhecimento por meio de uma plataforma que perpassa pela gamificação, ou seja, potencializa o saber por meio de jogos e os convida a uma postura autônoma”, reforça.

 

Do jeito como o Aprimora é constituído e apresentado, torna-se de fácil compreensão e permite que o professor utilize, de acordo com o seu próprio planejamento, os recursos oferecidos.”

Adriana Sperandio, Secretária Municipal de Educação de Vitória

 

Adriana ainda destaca que isso ocorre por ser um dispositivo que auxilia os estudantes no seu desenvolvimento de modo a considerar a progressão de seus conhecimentos. “A decisão do nosso município pelo Aprimora se deu especialmente por contemplar a metodologia da gamificação e pela a facilidade de acesso por meio de diferentes mídias, como o computador, tablet e, principalmente, o celular. Além de permitir o monitoramento do rendimento dos alunos, promover a recuperação de suas aprendizagens, além de contar com tantos outros recursos de acompanhamento de modo coletivo ou individualizado”, finaliza.

 

“A Aprimora contribui na ampliação da práxis docente vinculada ao mundo digital.”

Adriana Sperandio, Secretária Municipal de Educação de Vitória

O Aprimora também pode apoiar o ensino adaptativo na sua escola e no seu município. Descubra mais!

por | 18 / set / 20 | Aprimora, Giro TE

Covid-19: acelerando o futuro da educação

Entender todos os papéis que compõem o sistema educacional, a relação dos alunos com a escola, a formatação de uma pedagogia mais atual e as novas formas de se desenvolver produtos são algumas das heranças que período vai deixar As evoluções tecnológicas estão...