fbpx

Oficina do Livro chega às casas dos alunos e proporciona aprendizagem e diversão para toda família

por | 19 / ago / 20 | Giro TE, Oficina do Livro

Pensamento crítico, conhecimento cultural, melhora da escrita e da leitura, o projeto pedagógico se tornou um aliado das escolas em tempos de ensino a distância

Manter o engajamento das crianças e adolescentes com os estudos em casa tem sido uma tarefa que requer criatividade e inovação por parte da escola, professores e pais. Afinal, por conta da pandemia do novo coronavírus, de uma hora para outra, a sala de aula foi transferida para o ambiente doméstico. 

Por isso, contar com soluções pedagógicas envolventes pode ser o primeiro passo. “Novas experiências surgem nessa quarentena e, em relação aos estudos, não tem sido diferente. As ferramentas on-line, por exemplo, ganharam força e estão auxiliando no processo de ensino aprendizagem”, explica Mariana Godoi de Lima, gerente de projetos da Tecnologia Educacional.

É neste cenário de educação a distância – em que as escolas têm buscado novas possibilidades para manter a aprendizagem efetiva – que a Oficina do Livro tem ganhado força como uma importante solução pedagógica que para além de melhorar a escrita e a leitura dos alunos, tem aumentado a convivência familiar com interação, troca de conhecimento e oferecido a oportunidade de que os estudantes possam fazer um registro histórico desse momento a partir do seu ponto de vista.

Mariana conta que a Oficina do Livro permite a utilização da solução em casa por contar com uma plataforma on-line para que pais e filhos tenham um momento único resultando uma escrita colaborativa do tema proposto.

“Alunos e pais têm acesso à plataforma, onde encontram a sinopse das histórias, conhecem um pouco mais sobre as personagens e também sobre as personalidades parceiras consagradas da cultura brasileira e mundial, tudo por meio de vídeos convites, que interagem com os envolvidos”, acrescenta.

O tema é escolhido pela escola e em 2020 eles abordam a formação cidadã, competências socioemocionais, cultura maker (imaginar, conectar, acertar, errar e construir).   

 

OFICINA DO LIVRO EM CASA NA PRÁTICA

Desde 2017 o Colégio Dom Orione de Quatro Barras, no Paraná, trabalha com a Oficina do Livro e começou os preparativos para a adaptação do projeto a distância.

“De início havia a ansiedade de como trabalhar a distância, mas depois pensamos em usar o momento da quarentena, para que neste ano, não fosse o livro do aluno e sim o livro da família, estimulando todos a interagirem para no final receber o livro físico”, conta Teresa Christina K. Silveira, coordenadora pedagógica do colégio.

Os professores encaminham a proposta para as famílias e ficam responsável por estimulá-las. “Realizamos uma reunião on-line passando a ideia, os prazos e depois o professor fica disponível para poder esclarecer dúvidas. A ferramenta permite ainda que o professor tenha total controle da evolução da escrita dos alunos e pode realizar a correção dos textos produzidos de forma on-line”,  completa. 

Para Teresa a ferramenta auxilia no processo de ensino, pois permite ao aluno dar continuidade ao trabalho de maneira lúdica além de entregar o projeto final na forma concreta: o livro.

Além disso, o professor conta com a área “mão na massa” onde são disponibilizados projetos, que possibilitam motivar, fundamentar, aprofundar e ampliar as perspectivas que permitem abrir novos horizontes para a escrita e as novas aprendizagens. São atividades que possibilitam a interação com o conhecimento e que podem ser realizadas conforme os interesses e necessidades das crianças e dos adolescentes.

“Os nossos alunos, estão iniciando o processo de escrita. Os pais da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I já demonstraram interesse em iniciar o trabalho e estão animados. Com certeza as famílias terão momentos de descontração enquanto escrevem o livro”, explica.

Para a coordenadora pedagógica do Colégio Dom Orione, Teresa Christina K. Silveira, a possibilidade de estimular o aluno a desenvolver as habilidades de um escritor, onde eles manifestam a parte da criatividade aliada a aprendizagem já adquirida é incrível.

 

Ainda de acordo com Teresa, a Oficina é um recurso que traz muita satisfação para os alunos, especialmente na noite de autógrafos, quando  os alunos recebem seus livros, junto com seus familiares e convidados. “Eles se sentem estrelas e ficam orgulhosos pelo trabalho desenvolvido. Notamos também que os alunos ficam estimulados a ler mais, para buscar mais inspiração e conhecimento. A nossa dica é sempre incentivar o uso de recursos que estimulem a parte criativa dos alunos e deixar que eles viajem em seus sonhos”, sugere.

“Nós recomendamos sempre a Oficina do Livro”

 

OFICINAS DO LIVRO ALINHADAS COM O MOMENTO

As oficinas deste ano refletem a realidade do momento. Nos novos livros os alunos são convidados a se colocar no lugar das personagens apresentadas nas oficinas. “Já imaginou que legal seria daqui há alguns anos, esse aluno ter em mãos o registro histórico de como foi passar por esse momento de isolamento social, por meio de um livro escrito por ele próprio em parceria com grandes autores?”, instiga Mariana.

“A Oficina do Livro amplia o trabalho com a linguagem de forma ativa, imaginativa e contextualiza”

Ela reforça que a proposta é que os alunos realizem atividades para manter sua conexão com os estudos, acessando conhecimentos e movimentando suas aprendizagens.

Descubra como manter o ensino aprendizado mesmo a distância.

por | 19 / ago / 20 | Giro TE, Oficina do Livro

Crianças diferentes, aprendizados diferentes. Como preparar a escola para receber os alunos da Ensino Infantil e do Ensino Fundamental Anos Iniciais respeitando seus saberes e incentivando suas potencialidades?

Escolas vão precisar repensar mais que o espaço: irão precisar pensar no caminho, no acolhimento e nas formas de explorar a potencialidade de cada um unindo o lúdico as inovações educacionais Se para os alunos maiores se adaptar à nova rotina de estudos a distância...