fbpx

SPIKE™: o robô mais fofo e fácil de programar

Participantes brasileiros começaram as primeiras montagens e estão se surpreendendo com as possibilidades

Há três semanas 50 participantes de todos os cantos do Brasil começaram a se aprofundar no mundo SPIKE™ Prime. Divididos em duas turmas, os primeiros educadores completaram a formação e já iniciaram a parte prática cumprindo os primeiros desafios.

Carin Wagner Rauth, que trabalha na diretoria de Educação Básica do Grupo Marista, em Curitiba, no Paraná tem adorado a oportunidade. “O SPIKE™ é muito legal, além de ser colorido, divertido e fofo, é muito fácil de programar”, conta

A educadora já conhecia o EV3 e tinha um pouco de dificuldade com a programação, mas o SPIKE™ tem permitido que ela se arrisque mais e consiga descobrir seus erros mais rapidamente para que possa corrigi-los e fazer o robô funcionar. 

“Acho que, se as pessoas já gostavam de trabalhar com robótica, vão gostar ainda mais. Também tenho gostado das sugestões de montagem e atividades que estão disponíveis. Elas dão ideias bem legais do que montar, do que fazer em sala e de como trabalhar com projetos com os alunos”, completa.

A educadora Carin está adorando a experiência com o SPIKE™. “Acho que, se as pessoas já gostavam de trabalhar com robótica, vão gostar ainda mais”, incentiva.

 

O professor Jorge A. Jardim Jr., do Colégio Sinodal, de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, também tem tido ótimas experiências no programa. “Fiquei muito impressionado com a qualidade do kit. Antes de começar a utilizá-lo, achei que poderia ser uma versão mais limitada do EV3, porém me deparei com um kit robusto e que permite uma liberdade de construção muito grande”, explica.

A possibilidade de utilizar tanto a linguagem visual quanto Phyton diretamente pelo software oficial da LEGO®️ tem sido um ponto bastante elogiado pelos participantes. “Isto permite que o kit seja utilizado tanto por iniciantes quanto por experientes. Os materiais disponíveis para professores utilizarem em aulas também estão excelentes, com temáticas atuais e que, com certeza, atrairão a atenção dos alunos”, comenta Jorge.

Aliás, Jorge tem uma grande experiência quando o assunto é programação e robóticas nas escolas, como professor, mas também como aluno, já que iniciou suas primeiras competições em 2005, com kits LEGO®️

 

O professor Jorge gosta de incentivar os alunos a criarem projetos para feiras, mostras e a participar de torneios e competições. “Por isso, espero até o final do programa descobrir todas as possibilidades que o SPIKE™ proporciona”, destaca.

 

“Desde 2011 atuo como professor e técnico de equipe e me surpreendi com os recursos que a foram colocados na caixa. As peças novas foram uma excelente adição e o software está muito intuitivo e bonito. Isso tudo proporcionou que eu tivesse facilidade durante a montagem, porém as novidades envolvendo meteorologia que o HUB do SPIKE™ trouxeram me deixaram muito curiosos”, conta ele.

 

PRIMEIRAS MONTAGENS COM SPIKE™ 

A primeira montagem do professor Jorge foi um robô que fazia a consulta da previsão do tempo da sua cidade. “Caso estivesse previsto sol, o robô colocava um óculos de sol. Mas, se a previsão fosse chuva, ele levantava um guarda-chuva. Já se o tempo fosse nublado ou algum outro, ele indicava por meio de um desenho na tela. Funcionou muito bem e quando os meus alunos viram o vídeo que divulguei com essas funcionalidades, ficaram com muita vontade de começar a mexer no kit”, detalha ele.

 

“É muito legal poder ver as postagens dos outros influencers, estou gostando de ver todo o potencial criativo de professores em todo o Brasil”

Carin Wagner Rauth

 

Já Carin montou um boneco de brake dance. “Resolvi montá-lo para entender melhor a programação depois que fizemos as formações. Foi legal porque quando eu fiz o unboxing, eu fiz o boneco e tentei fazer uma programação simples, só pra ele se mexer e me bati um pouco. Depois que fiz as formações e comecei a explorar mais, foi bem mais fácil. O que eu acho mais legal é poder programar em Scratch, com os blocos coloridos. Já gostava de brincar com o Scratch antes, agora estou gostando ainda mais”, reforça.

 

A educadora está bastante animada com as possibilidades. “Espero ficar craque em montagem e programação com o SPIKE™. Depois, quero pensar em atividades bem legais para propor para os nossos colégios, tanto para ser usado em aula, quanto para fazermos eventos”, comenta.

O FUTURO É SPIKE™

Para os participantes as alternativas de criações que o SPIKE™ traz são muitas e todos os seus recursos permitem despertar mais cedo nos jovens a vontade de pensar em inovação.

 

“Com o SPIKE™ os alunos poderão transformar suas ideias em protótipos reais e funcionais. Estou muito empolgado com tudo isso”

Jorge A. Jardim Jr

 

Já Carin completa contando como gosta da ideia de trabalhar com projetos.  “Gosto de lançar desafios para que pensem em soluções para problemas reais. O SPIKE™ permite que os alunos façam protótipos, testem, errem e refaçam. A educação tem que ser significativa, os alunos têm que estar engajados, conectados com os projetos, com vontade de aprender e trabalhar com projetos ajuda nisso”, finaliza.

Acelere o aprendizado do STEAM com seus alunos.