fbpx

por | 12 / nov / 20 | Aprimora, Giro TE

Foi com um exemplo de amor por ensinar que a professora Damares decidiu seguir a carreira de educadora, e hoje ela compartilha conosco um pouco dessa história 

“Quando eu estava na terceira série tinha muita dificuldade em matemática, e precisou de apenas um dia, uma professora substituta para sentar ao meu lado e me ensinar de uma forma diferente. Eu não sei explicar como ela fez, mas foi com amor, e eu jamais me esqueci disso.” Foi esse momento, talvez comum para a professora substituta Clébia, que marcou a vida da, então aluna, Damares Sousa, hoje professora de Tecnologias Educacionais de Matemática e Língua Portuguesa para turmas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental no Colégio Agostiniano São José. 

Damares está na área da educação há 10 anos, mas mesmo antes de se formar ela dava aulas de forma voluntária na igreja em que frequenta. Foi quando se deu conta que o sonho de ensinar era a sua verdadeira missão. “Percebi então que esse era o meu mundo. O amor pela profissão aconteceu de forma natural”, lembra. 

A professora conta que a sua maior alegria  é poder contribuir para o desenvolvimento de seus alunos e mostrar a eles que são capazes e podem ir muito além do que imaginam, tornando-os protagonistas do seu próprio aprendizado.

“Foi com amor que eu aprendi e é com amor que eu ensino. Só assim conseguirei conquistar a confiança do meu aluno e prepará-lo não só para a rotina escolar, mas para o mundo”, conta. 

E é com a intenção de preparar os estudantes para este mundo em constante evolução que o Colégio Agostiniano São José inclui em sua prática pedagógica o uso da tecnologia. “A tecnologia faz parte dessa geração, trazê-la para sala de aula é mostrar para o aluno os benefícios que ela nos oferece e o quanto ela pode ser enriquecedora quando sabemos utilizá-la”, explica a professora Damares. 

Ela aponta que um dos benefícios que a tecnologia trouxe à instituição foi a rápida adaptação dos alunos ao modelo remoto de aulas, algo que surpreendeu toda a equipe pedagógica.  A educadora relata que no início foi desafiador, o colégio tinha acabado de implantar o uso da plataforma Aprimora e logo em seguida as aulas começaram a acontecer a distância, em consequência da pandemia.

“Tem sido gratificante perceber o quanto a plataforma ajudou no processo de aprendizagem. Recebemos muitos elogios dos pais, eles observaram uma enorme vantagem por ter esse recurso em um ano que os alunos ficaram longe da sala de aula e muito tempo em casa. Com certeza o Aprimora chegou para nós em uma boa hora”, conta. 

O momento das aulas tem sido tanto de aprendizado quanto de acolhimento, e é muito aguardado pelos alunos. “O momento mais esperado por eles são as aulas com o Aprimora, eles sentem que estão aprendendo e se divertindo ao mesmo tempo. A plataforma trouxe para o meu aluno mais segurança e tranquilidade”, diz. 

E é por tornar as suas aulas tão ricas e alegres para os seus alunos que a professora Damares foi reconhecida como Professora Destaque Aprimora no mês de outubro. A ação tem como objetivo premiar professores de Matemática e Língua Portuguesa que fazem a diferença ao desenvolverem estratégias pedagógicas diferenciadas com o uso do Aprimora. A candidatura é gratuita e poderá ser feita até o dia 15 de novembro. Serão analisados os seguintes critérios:

  • Relato de experiência quanto à inovação pedagógica e tecnológica;
  • Evidências de uso registrados nos servidores do Aprimora;
  • Envolvimento dos alunos;
  • Integração do Aprimora com o material didático.

Aqueles que forem contemplados receberão um kit personalizado do Aprimora e a instituição receberá uma placa de reconhecimento, como símbolo de valorização de todos os profissionais da escola que inovam a maneira de ensinar por meio da tecnologia.

Essa é mais uma iniciativa da Tecnologia Educacional em incentivar a prática pedagógica, dando aos professores os devidos créditos por todos os esforços empenhados para manter a educação nesse momento.

O Aprimora também pode revolucionar o ensino da sua escola

por | 12 / nov / 20 | Aprimora, Giro TE

Como a pandemia está reformulando a educação?

* Por Willy Pereira da Silva Se você costuma estar por dentro de discussões voltadas para o presente contexto, é provável que já tenha escutado ou até mesmo falado que em breve tudo voltará ao normal. Com base nesse ideal comum de que uma rotina anterior precisa ser...